segunda-feira, 11 de agosto de 2014

"Viver sem horas... - Ricardo Reis


#casadeeuterpe    #ricardoreis    #tempo

"Extingue-se o dia... - Matsuo Bashô


#casadeeuterpe   #matusobasho   #efemeridade

"De tantos instantes... - Matsuo Bashô


#casadeeuterpe   #matsuobasho   #efemeridade

"Eu amo tudo o que foi... - Fernando Pessoa


#casadeeuterpe   #fernandopessoa   #dia

"Se alguém bater um dia à tua porta... - Fernando Pessoa


    Se alguém bater um dia à tua porta,
    Dizendo que é um emissário meu,
    Não acredites, nem que seja eu;
    Que o meu vaidoso orgulho não comporta
    Bater sequer à porta irreal do céu.
    Mas se, naturalmente, e sem ouvir
    Alguém bater, fores a porta abrir
    E encontrares alguém como que à espera
    De ousar bater, medita um pouco. Esse era
    Meu emissário e eu e o que comporta
    O meu orgulho do que desespera.
    Abre a quem não bater à tua porta!


    Fernando Pessoa

    #casadeeuterpe   #fernandopessoa   #porta

"Aa palavras... - Victor Hugo



#casadeeuterpe    #victorhugo   #palavras

Convite - Lia Luft




Não sou a areia
onde se desenha um par de asas
ou grades diante de uma janela.
Não sou apenas a pedra que rola
nas marés do mundo,
em cada praia renascendo outra.
Sou a orelha encostada na concha
da vida, sou construção e desmoronamento,
servo e senhor, e sou 
mistério

A quatro mãos escrevemos este roteiro
para o palco de meu tempo:
o meu destino e eu.
Nem sempre estamos afinados,
nem sempre nos levamos 
a sério.

Lia Luft

#casadeeuterpe   #lialuft   #destino

"Existem manhãs... - Charles Baudelaire


#casadeeuterpe   #charlesbaudelaire   #manhas

A Arte de Ser Feliz - Cecília Meireles


Houve um tempo em que minha janela se abria
sobre uma cidade que parecia ser feita de giz.
Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.
Era uma época de estiagem, de terra esfarelada,
e o jardim parecia morto.
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde,
e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas.
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.
Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor.
Outras vezes encontro nuvens espessas.
Avisto crianças que vão para a escola.
Pardais que pulam pelo muro.
Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais.
Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar.
Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega.
Ás vezes, um galo canta.
Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas,
que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem,
outros que só existem diante das minhas janelas, e outros,
finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

Cecília Meireles


#casadeeuterpe   #ceciliameireles   #felicidade

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

"Sossega, coração! ... - Fernando Pessoa

Sossega, coração! Não desesperes!
Talvez um dia, para além dos dias,
Encontres o que queres porque o queres.
Então, livre de falsas nostalgias,
Atingirás a perfeição de seres.

Mas pobre sonho o que só quer não tê-lo!
Pobre esperança a de existir somente!
Como quem passa a mão pelo cabelo
E em si mesmo se sente diferente,
Como faz mal ao sonho o concebê-lo!

Sossega, coração, contudo! Dorme!
O sossego não quer razão nem causa.
Quer só a noite plácida e enorme,
A grande, universal, solente pausa
Antes que tudo em tudo se transforme.

Fernando Pessoa

#casadeeuterpe   #fernandopessoa   #coracao

"Porque quem ama... - Fernando Pessoa

Art by Sara Riches

#casadeeuterpe   #fernandopessoa   #amor

"Quero ignorado, e calmo... - Fernando Pessoa

Art by Helena Wierzbicki
Quero ignorado, e calmo
Por ignorado, e próprio
Por calmo, encher meus dias
De não querer mais deles.

Aos que a riqueza toca
O ouro irrita a pele.
Aos que a fama bafeja
Embacia-se a vida.

Aos que a felicidade
É sol, virá a noite.
Mas ao que nada espera
Tudo que vem é grato.

Fernando Pessoa

#casadeeuterpe   #fernandopessoa   #gratidao

Todas as cartas de amor... Fernando Pessoa (Poesias de Álvaro de Campos)




Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Álvaro de Campos


#casadeeuterpe   #fernandopessoa   #amor

Dica de Leitura: O Livro dos Abraços - Eduardo Galeano

Em o "Livro dos Abraços", Galeano mostra o resultado de suas andanças incessantes de caçador de histórias, que vai ouvindo de tudo. O que de melhor ouviu ele transforma em livros como este, onde lembra como são grandes os pequenos momentos e como eles vão se abraçando, traçando a vida. A memória viva, diz Galeano, nasce a cada dia. Ele diz e demonstra, em livros como "As Veias Abertas da América Latina", "Dias e Noites de Amor e de Guerra", "Os Nascimentos", "As Caras e as Máscaras", "O Século do Vento" e, agora, neste "Livro dos Abraços". Nada que possa ser dito numa apresentação é capaz de chegar perto da beleza e da emoção que estas páginas contêm. Abra este livro com cuidado: ele é delicado e afiado como a própria vida. Pode afagar, pode cortar. Mas seja como for, como a própria vida, vale a pena.


#casadeeuterpe   #eduardogaleano   #olivrodosabraços

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Dica de Leitura: O Sermão da Montanha - Huberto Rohden



O Sermão da Montanha capítulos 5, 6 e 7 do Evangelho Segundo Mateus é o coração de toda a doutrina do Cristianismo. Proferida há quase dois mil anos, constitui um programa completo para a realização do reino de Deus . Huberto Rohden oferece aqui uma profunda exegese desse texto sagrado. Para o autor, este texto não é só suprema sabedoria espiritual, mas também um convite à realização do ser humano.



#casadeeuterpe   #hubertorohden   #osermaodamontanha

Quadras ao Gosto Popular - Fernando Pessoa



#casadeeuterpe   #fernandopessoa   #barcos

O Barco - Zeca Baleiro



#casadeeuterpe   #zecabaleiro   #barco

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Rústica - Florbela Espanca

Art by Lauri Blank
Ser a moça mais linda do povoado. 
Pisar, sempre contente, o mesmo trilho, 
Ver descer sobre o ninho aconchegado 
A bênção do Senhor em cada filho. 

Um vestido de chita bem lavado, 
Cheirando a alfazema e a tomilho... 
- Com o luar matar a sede ao gado, 
Dar às pombas o sol num grão de milho... 

Ser pura como a água da cisterna, 
Ter confiança numa vida eterna 
Quando descer à "terra da verdade"... 

Deus, dai-me esta calma, esta pobreza! 
Dou por elas meu trono de Princesa, 
E todos os meus Reinos de Ansiedade. 

#casadeeuterpe   #florbelaespanca   #mulher

A Insustentável Leveza do Ser - Milan Kundera

Art by Gary Weisman
#casadeeuterpe   #milankundera   #amor

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Da Natureza - Lucrécio




"Ó mãe dos Enéadas, prazer dos homens e dos deuses, ó Vênus criadora, que por sob os astros errantes povoas o navegado mar e as terras férteis em searas, por teu intermédio se concebe todo o gênero de seres vivos e, nascendo, contempla a luz do sol; por isso de ti fogem os ventos, ó deusa; de ti, mal tu chegas, se afastam as nuvens do céu; e a ti oferece a terra diligente as suaves flores, para ti sorriem os plainos do mar e o céu em paz resplandece inundado de luz."

(excerto)

#casadeeuterpe   #lucrecio   #natureza

"A serenidade... - Epicuro



#casadeeuterpe   #epicuro   #serenidade

O Diagnóstico e a Terapêutica - Eduardo Galeano

Art by Anne Julie Aubry

O amor é uma das doenças mais bravas e contagiosas. Qualquer um 
reconhece os doentes dessa doença. Fundas olheiras delatam que jamais dormimos, despertos noite após noite pelos abraços, ou pela ausência de abraços, e padecemos febres devastadoras e sentimos uma irresistível necessidade de dizer estupidezes. O amor pode ser provocado deixando cair um punhadinho de pó de me ame, como por descuido, no café ou na sopa ou na bebida. Pode ser provocado, mas não pode impedir. Não o impede nem a água benta, nem o pó de hóstia; tampouco o dente de alho, que nesse caso não serve para nada. O amor é surdo frente ao Verbo divino e ao esconjuro das bruxas. Não há decreto de governo que possa com ele, nem poção 
capaz de evitá-lo, embora as vivandeiras apregoem, nos mercados, infalíveis beberagens com garantia e tudo.


#casadeeuterpe   #eduardogaleano   #amor

O País dos Sonhos - Eduardo Galeano



Era um imenso acampamento ao ar livre. Das cartolas dos magos 
brotavam alfaces cantoras e pimentões luminosos, e por todas as partes havia gente oferecendo sonhos para trocar. Havia os que queriam trocar um sonho de viagem por um sonho de amores, e havia quem oferecesse um sonho para rir a troco de um 
sonho para chorar um pranto gostoso.

Um senhor andava ao léu buscando os pedacinhos de seu sonho, 
despedaçado por culpa de alguém que o tinha atropelado: o senhor ia recolhendo os pedacinhos e os colava e com eles fazia um estandarte cheio de cores.

O aguadeiro de sonhos levava água aos que sentiam sede enquanto 
dormiam. Levava a água nas costas, em uma jarra, e a oferecia em taças altas.

Sobre uma torre havia uma mulher, de túnica branca, penteando a 
cabeleira, que chegava aos seus pés. O pente soltava sonhos, com todos seus personagens: os sonhos saíam dos cabelos e iam embora pelo ar.

#casadeeuterpe   #eduardogaleano   #sonhos

O Mundo - Eduardo Galeano







Um homem da aldeia de Neguá, no litoral da Colômbia, conseguiu subir aos céus. Quando voltou, contou. Disse que tinha contemplado, lá do alto, a vida humana. E disse que somos um mar de fogueirinhas.
— O mundo é isso — revelou —. Um montão de gente, um mar de 
fogueirinhas.
Cada pessoa brilha com luz própria entre todas as outras. Não existem duas fogueiras iguais. Existem fogueiras grandes e fogueiras pequenas e fogueiras de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem percebe o vento, e gente de fogo louco, que enche o ar de chispas. Alguns fogos, fogos bobos, não alumiam nem queimam; mas outros incendeiam a vida com tamanha vontade que é impossível olhar para eles sem pestanejar, e quem chegar perto pega fogo.

#casadeeuterpe   #eduardogaleano   #omundo

Balada de Agosto - Fagner & Zeca Baleiro


Lá fora a chuva desaba e aqui no meu rosto
Cinzas de agosto e na mesa o vinho derramado
Tanto orgulho que não meço
O remorso das palavras que não digo

Mesmo na luz não há quem possa se esconder no escuro
Duro caminho o vento a voz da tempestade
No filme ou na novela
É o disfarce que revela o bandido

Meu coração vive cheio de amor e deserto
Perto de ti dança a minha alma desarmada
Nada peço ao sol que brilha
Se o mar é uma armadilha nos teus olhos

#casadeeuterpe   #agosto   #fagner   #zecabaleiro   #chuva