quarta-feira, 25 de março de 2015

Carência - Casa de Euterpe


A palavra carência vem do latim carentia, e significa “falta de, privação”, de carere, “ter falta de algo”.

É natural sentirmos falta de algo em algum setor da vida, pois estamos em processo de formação humana. Não estamos prontos e acabados. Por isso, temos espaços em nós que precisam de ser preenchidos. Esses espaços, assim, carecem de algo que lhes completem.

O que não é natural é a tentativa de preenchê-los a partir do exterior. Não é natural buscarmos a completude por meio de subterfúgios emocionais ou mentais. Uma paixão, uma aquisição, uma euforia. Nada disso será suficiente para que nos sintamos completos. Uma vez passada a sensação, a carência retorna da mesma forma ou ainda mais acentuada.

A necessidade que temos não é mental ou emocional, mas espiritual. Assim nada que tenha natureza efêmera é adequado para atendê-la. O complemento para esses espaços está no mais profundo de nós mesmo, naquilo que ainda está oculto. É necessário dar vida à nossa chama interior. Acender a lâmpada e ouvir o coração. Para isso é preciso silêncio, é preciso calar a mente e a emoção. É preciso parar o movimento externo no qual nos debatemos, voltarmo-nos para dentro e refletirmos objetivamente para que possamos identificar a origem de nossa carência. Depois, buscar desvelar o que temos de melhor: a força espiritual com a qual somos dotados desde sempre e, por meio dela, completar-nos de modo adequado, perene e eficaz. Somente assim seremos felizes e inteiros.


#casadeeuterpe   #carência   #emoção   #mente   #espírito   #força   #perenidade   #eficácia   #completude