quarta-feira, 26 de março de 2014

Check-up - Luís Fernando Veríssimo



Este ano pretendo cumprir rigorosamente a resolução que tomei no fim do ano 
passado: não mais tomar resoluções de ano-novo. Elas são promessas que fazemos à 
nossa consciência em que nem a consciência acredita mais. A minha já estava reagindo 
com bocejos a cada juramento que eu fazia para o ano-novo. 
- Vou começar uma dieta. Séria, desta vez. 
- Sei, sei. 
- Vou ser tolerante, justo, sóbrio, equilibrado... e arrumar meus livros. 
- Tudo bem. 
- Fazer exercícios diários. Usar fio dental. Reler os clássicos. Não tudo ao mesmo 
tempo, claro. 
- Certo, certo. 
Mesmo com ar de enfado, minha consciência não deixa de se submeter ao exame 
anual que faço nela, sempre nos últimos dias de dezembro. Uma espécie de check-up 
moral. Seu estado geral é bom. Não teve grandes provações no ano passado. Fiz 
algumas coisas que não devia, não fiz outras que devia, nada grave. Vamos poder 
continuar nos encarando - principalmente agora que eliminamos este ridículo ritual das 
resoluções de fim de ano da nossa relação. O homem maduro é o que desiste da virtude 
impossível para não perder a possível.

#casadeeuterpe   #luisfernandoverissimo   #checkup